Rio de Janeiro,
HISTÓRICO
   ABBR na História da Medicina de Reabilitação
ABBR na Linha do Tempo
  Depoimentos
   
INSTITUCIONAL
  Estatuto ABBR
  Governança
  Membros do Conselho
  Logomarca ABBR
  Relatórios e Balanços
  Premiações
  Inclusão Social
  ABBR na Midia
  Vídeo Institucional
  Visita a Instituição
  Licitações
   
CENTRO DE REABILITAÇÃO
  Setores de Tratamentos
  Unidades de Tratamentos
  Centro de Medicina Esportiva
  Nossos Serviços
  Convênios e planos de saúde
   
OFICINA ORTOPÉDICA
  Órteses
  Próteses
  Calçados Ortopédicos
  Loja Ortopédica
   
CENTRO DE ESTUDOS
  Processo Seletivo
  Programas de Treinamentos
  Universidades conveniadas
  Pré-inscrições para editais
  Cursos
  Biblioteca
   
SOLIDARIEDADE À ABBR
  Como Contribuir
  Campanhas
  Voluntariado
   
COMO CHEGAR NA ABBR
   
FALE CONOSCO
   
ENGLISH

ABBR NA LINHA DO TEMPO

DÉCADA DE 50

“ ABBR
... Quem passa pela Rua Jardim Botânico, vê ali um muro branco, um grande portão aberto pelo qual se vislumbra um modesto barracão. É o número 660. Nem de longe poderá alguém supor que lá dentro se abriga uma das mais beneméritas instituições desta cidade. É a ABBR, ou melhor, a Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação que vela carinhosamente pelos paralíticos, em sua maioria crianças vítimas da paralisia infantil. Sem distinção de raça, côr, idade ou posição social. Lá todos se misturam como sofredores, como infelizes que tiveram a desdita de vir ao mundo perfeitos e a maldita enfermidade privou-os de um simples direito - o de andar.

 

Dentro em pouco, espero, a ABBR terá dois sócios fundadores beneméritos. São Fernando Lemos e Percy Murray, a dupla sagrada da casa, sem embargo da gratidão que se deve a todos que por ela trabalham no sacerdócio da bondade. A ABBR, pois, pela sua finalidade humanitária também merece uma chuva de dádivas, que estou certo, não tardará.”


A ABBR nasceu modesta. Foi na ABI, em sessão pública, que Fernando Lemos a lançou. No gênero, com base científica nada existia. Hoje existe servida por um corpo de médicos especializados que trabalham e se dedicam de alma e coração, gratuitamente. Diz um ditado popular que quem trabalha de graça é relógio de bôbo porque trabalha de graça... Pois os médicos da ABBR trabalham de graça e não são bobos.

 

São beneméritos da dedicação com que concorrem para o “Deixai vir a mim as criancinhas” livres das muletas e das cadeiras de rodas a que estavam condenadas pela vida afora.

 

 

Sr. Floresta de Miranda
JORNAL CORREIO DA MANHÃ
05 de junho de 1954
(mais tarde ele passou a fazer parte da Diretoria da ABBR)

 

1954 –Fundação da ABBR.

Na data de 05 de agosto de 1954, o arquiteto Fernando Lemos e o grande empresário Percy C. Murray congregaram um grupo da elite social do Estado em torno do nobre ideal de proporcionar aos deficientes físicos um atendimento médico diferente, englobando todas as modalidades de assistência médico-social, até a conquista de sua independência e consecução de emprego remunerado.

1956 – Formação profissional da 1ª turma de Fisioterapeutas e Terapeutas

Ocupacionais pela Escola Nacional de Reabilitação, instituída pela ABBR.

1957 - Inauguração do Centro de Reabilitação.

Na foto ao lado, o Presidente da República Juscelino Kubitschek e sua esposa, juntamente com a Sra. Malú R. Miranda, representante da ABBR, na inauguração do Centro de Reabilitação.

Sra. Malú da Rocha Miranda, primeira presidenta das Legionárias, com Sra. Marisa Murray e outras voluntárias em um Bazar Beneficente em prol da ABBR em novembro de 1958.

DÉCADAS DE 60 E 70

Dr. Jorge Farias, Dr. Edmundo Hass, Dr. Oswaldo Pinheiro Campos, Dr. Hilton Baptista, acompanhados pelo Dr. Fernando Lemos e seu filho José Maria, fonte de inspiração para a criação de aparelhos de fisioterapia da época.

A Escola de Reabilitação e o Centro de Reabilitação da ABBR nasceram sob a inspiração da filantropia com o concurso diuturno e gratuito para muitos médicos que, ao longo de décadas, militaram, formando os novos profissionais, no atendimento médico de pacientes carentes de reabilitação.

Na foto ao lado, Dr. Albert Sabin, Cientista (in memorian), em visita à ABBR, em 1963, em companhia do Dr. Hilton Batista (in memorian) e do Dr. Oswaldo Pinheiro Campos (in memorian)

Em constante progresso a ABBR através de suas instalações sempre inovou no atendimento. As Legionárias têm tido participação importante na história da ABBR.

Na foto ao lado, Dr. Pedro Bloch e as Legionárias

Visita às instalações da ABBR, do Rei da Suécia Carlos Gustavo e a Rainha Silvia, em abril de 1984, acompanhados pelo Dr. Hilton Baptista.

1999 - Prêmio Nacional de Direitos Humanos.
1º lugar na Categoria “organizações não governamentais”, instituída pelo Governo Federal através do Ministério da Justiça.

2000 - Inicio do processo de reestruturação interna e modernização dos Setores de Atendimento.

2000 – Em cerimônia na Embaixada da Espanha, em Brasília, a ABBR recebe do Rei Juan Carlos de Borbon Y Borbon e da Rainha Sofia de Grécia Y Hannover, doação de cadeiras de rodas.

2002 – Reinauguração da Oficina Ortopédica com novas instalações e maquinário.

2004 – A ABBR completou em 05 de agosto de 2004, 50 anos. Nesta data foi lançado pelos CORREIOS, um carimbo comemerativo.

Jornal Extra 06/08/2004 - Destaque sobre os 50 Anos da ABBR

2006 - Ao Centro Dr. Deusdeth do Nascimento. Ao seu lado esquerdo a Princesa da Jordânia, Sra. Sarvath El Hassan Bin Talal e Sra. Marisa Murray e ao seu lado direito a Presidenta das Legionária, Sra. Lygia Lowndes.
2008 – Reinauguração do Centro de Reabilitação com novas instalações e equipamentos.
2009 - ABBR completa 55 anos com inauguração da Fábrica de Cadeira de Rodas, que só foi possível com a doação de equipamentos através do Rotary Club.

 

Voltar
Rua Jardim Botânico, 660
Jardim Botânico, CEP 22461-000
Rio de Janeiro, RJ
Tel.: #55 (21) 3528.6363
Fax: #55 (21) 3528.6398
Criação de Sites
©2011 ABBR - Todos os direitos reservados